Guia de Orgânicos

Guia de Orgânicos

Restaurante de SP investe em horta orgânica própria para produzir ingredientes naturais

Preparar uma salada com ingredientes produzidos de forma sustentável, sem agrotóxicos e colhidos no mesmo dia faz toda diferença, bom para os frequentadores, para o restaurante e para toda a sociedade. A arte de plantar, colher e consumir é um dos mais antigos costumes da humanidade, porém é um hábito ainda pouco enfatizado nas grandes cidades brasileiras.

Pensando nisso, o Piazza Zini, tradicional restaurante italiano da cidade de São Paulo, criou a sua própria horta orgânica para fornecer ingredientes próprios e naturais.

Com 300 metros quadrados e mais de vinte variações de legumes, verduras, hortaliças e ervas, a horta ainda conta também com uma irrigação com água da chuva automática e uma adubação sustentável. Utiliza-se as sobras do restaurante para um processo de compostagem e produção do húmus de minhocas (adubo sem cheiro, arejado e rico em nutrientes, que acelera o crescimento e torna os alimentos mais saudáveis).

horta2

A economia também é um ponto positivo da horta orgânica. Com o desenvolvimento da agricultura no restaurante, a conta de energia elétrica foi reduzida em 30% e os gastos com a logística para a aquisição dos alimentos foi de mais de R$ 5 mil.

Além do novo projeto da horta orgânica, a Zini já desenvolveu um forno ecológico e outros produtos sustentáveis, que não necessitam de refrigeração e possibilitam uma considerável redução no uso de água para seu preparo, comparando-se com as massas secas.

A empresa
A Zini foi fundada em Milão, na Itália, em 1956. Desde então, tornou-se uma das principais indústrias italianas de massas. No Brasil, a empresa iniciou as atividades em 1992, e a sua linha de produtos baseia-se em massas frescas como: nhoque, lâminas de lasanha, polentas, macarrão e farinhas.

Post: Guia Orgânico